(11) 93330-6070 | (11) 4992-3280

Dr. Guerino Barbalaco

Mastologia Clínica e Cirúrgica | CRM SP 71495 | RQE 113261
Entre atendimentos e procedimentos cirúrgicos em Mastologia, o Dr. Guerino possui mais de 20 anos de experiência. Possui Mestrado em Ciências da Saúde, MBA em Executivo em Saúde e Especializações em Mastologia e Ginecologia.
Membro associado da american society of breast surgeons.

Conheça os nossos Procedimentos

Cirurgia para câncer de mama.

O câncer de mama é o tipo de câncer que mais acomete as mulheres em todo o mundo e, mesmo sendo um dos que mais têm chances de cura, ainda é a maior causa de mortes. Por isso, é tão importante o diagnóstico na sua fase inicial.
Entre os principais fatores de risco estão o envelhecimento (maior incidência em mulheres com mais de 50 anos), fatores relacionados à vida reprodutiva da mulher (mulheres que não amamentam), histórico familiar, consumo excessivo de álcool, obesidade e sedentarismo.
Para o diagnóstico, o principal método é a mamografia. O exame é indicado anualmente para mulheres a partir dos 40 anos de idade. Entre os principais sintomas estão: inchaço em parte da mama; irritação ou aparecimento de irregularidades na pele, retrações, ou que fazem a pele parecer casca de uma laranja; inversão do mamilo (para dentro); vermelhidão ou descamação do mamilo ou pele da mama; secreções e nódulos nas mamas e axilas.

Reconstrução de mama.

Também chamada de oncoplástica, essa cirurgia é o principal tratamento para correções nas mamas derivadas ao câncer. No procedimento, é retirado o tumor, ao mesmo tempo em que se faz a reconstrução mamária. As técnicas de reconstrução mamária não possuem apenas caráter estético, mas têm como objetivo reestabelecer um formato anatômico a possíveis danos causados pela doença ou por outras cirurgias anteriores.
As técnicas para reconstrução da mama variam e dependem fundamentalmente da quantidade de tecido removido e de sua localização. Por isso, a escolha do melhor procedimento envolve uma avaliação múltipla e complexa que deve ter início ainda na fase pré-operatória. O especialista deve avaliar aspectos como a forma da mama, localização do tumor e o volume mamário remanescente após a cirurgia do câncer. Não existe a técnica ideal, mas sim, a mais adequada para um determinado caso.
As mais utilizadas são aquelas que fazem uso dos próprios tecidos da mama, que, com o reposicionamento, preenchem os espaços vazios causados pela retirada do câncer; são os chamados retalhos locais associados ou não à mamoplastia. A reconstrução mamária pode ser acompanhada da simetrização da mama oposta no mesmo momento, método este que tenta alcançar volumes mamários semelhantes. A anamnese e o exame físico permitem dimensionar não só os riscos anestésicos e cirúrgicos, mas também prever a viabilidade de algumas técnicas de reconstrução.
Reconstrução mamária imediata
A reconstrução mamária imediata é realizada junto com a mastectomia. A principal vantagem nesse caso, além de evitar novas cirurgias é que os tecidos da parede torácica não sofrerão danos pela radioterapia ou cicatrização.
Reconstrução mamária tardia
Essa técnica é indicada para pacientes que não tiveram a opção de realizá-la durante a cirurgia para tratamento do câncer ou se estiverem em tratamento de saúde.

Próteses Mamárias

A reconstrução mamária com prótese de silicone é utilizada em pacientes que não têm quantidade de tecido suficiente para ser feita a reconstrução da mama. A técnica é indicada para os casos de mastectomia, em que não é retirada grande quantidade de pele; dessa forma, o envelope cutâneo é suficiente para se colocar o implante e proporcionar uma boa forma à mama reconstruída. É geralmente realizada no mesmo ato cirúrgico do tratamento do câncer.
Para a indicação dos implantes, é necessária uma boa conservação de pele e da musculatura peitoral. Os implantes também podem ser utilizados na reparação tardia de diferenças volumétricas entre as mamas. Outro fator importante, que exige avaliação e consenso entre médico e paciente, é o tamanho da prótese. Converse sempre com seu médico para avaliar desde o formato anatômico até a elasticidade do tecido.

Diminuição de Mama

A cirurgia de redução de mama é um dos procedimentos mais populares da atualidade. Indicada para cuidar de problemas causados por mamas muito grandes, como dores nas costas e na coluna, a mamoplastia redutora alivia essas complicações, proporcionando um tamanho mais confortável para a mulher. A cirurgia de redução de mama também traz o benefício de se obter uma aparência mais saudável, jovem e simétrica.
Falando sobre as abordagens e os questionamentos mais recorrentes sobre a cirurgia de redução de mama, na tentativa de orientar mais pessoas que se interessam sobre o tema e tenham curiosidade de saber como funciona o procedimento de mamoplastia redutora.

Em primeiro lugar, a mulher que quiser fazer uma cirurgia de redução de mama deve estar dentro do seu peso ideal, para que o resultado seja harmônico em relação à sua silhueta. Além disso, a variação de peso pode interferir no formato das mamas. A mama é formada, principalmente, por glândulas e tecido gorduroso. As glândulas não voltam a crescer após a cirurgia de redução de mama, mas a gordura pode se acumular novamente caso a paciente tenha ganho de peso.

Ficou alguma Dúvida?

(11) 93330-6070
(11) 4992-3280
Rua Gonçalo Fernandes, 153, Ed. San Giovanni – 3º Andar – Sala 33 – Jd Bela Vista – Santo André

Perguntas Frequentes

Procure um médico ao notar erosão na pele, vermelhidão ou ardor, nódulos, assimetria, protuberâncias, endurecimento ou afundamento do mamilo. Estas podem ser alterações suspeitas para câncer. Quanto mais cedo diagnosticado, mais chances de cura. E não deixe de fazer sua mamografia anual a partir dos 40 anos.

Existem três tipos: carcinoma ductal in situ: doença em fase inicial, que cresce dentro do ducto mamário, sendo este seu limite e que, a princípio, não teria capacidade de desenvolver metástase e não requer quimioterapia. Carcinoma ductal invasivo: sendo o tipo mais comum, esse ultrapassa os limites do ducto mamário e invade os tecidos vizinhos. Apresenta capacidade de desenvolver metástase. Carcinoma lobular invasivo: segundo tipo mais comume está relacionado ao risco de desenvolvimento de câncer na outra mama e também ao câncer de ovário. Apresenta a possibilidade de desenvolver metástase.

O teste genético pode dizer se você herdou um gene anormal que aumenta o risco de câncer de mama e de ovário. A doença se desenvolve devido a mutações em um ou mais genes. Esses genes, por sua vez, armazenam informações sobre como seu corpo funciona e são passados de pais para filhos. Se houver uma anomalia em um gene, isto é chamado de mutação genética.

O teste só é recomendado para mulheres que se encaixam em alguma destas situações: ter um familiar com mutação do gene BRCA 1/2; história pessoal de câncer de mama abaixo dos 45 anos; história pessoal de câncer de mama até os 50 anos de um membro da família (mãe, irmã, avó, pai, tio, tia, sobrinho, sobrinha ou primo) com diagnóstico de câncer de mama em qualquer idade.

Sim. O tratamento depende do tamanho, localização do tumor e do tempo de gravidez. Em geral os especialistas indicam cirurgia de remoção completa da mama, pois assim não é necessário fazer radioterapia, que é contra indicada durante a gravidez. Se não tiver nos três primeiros meses, pode ser indicada até a quimioterapia. Converse com seu médico.

Como o fibroadenoma é uma doença benigna, significa que só deveremos retirá-lo quando são palpáveis. Nos outros casos, apenas o controle clínico é o suficiente.

Sim. Entre os homens, a doença é uma alteração no tecido que costuma aparecer após os 50 anos, principalmente entre aqueles que tenham casos na família. Os sintomas e o tratamento são semelhantes ao câncer de mama nas mulheres. Quanto mais cedo for diagnosticado, mais chances de cura. Para cada 100 mulheres com câncer de mama, temos um homem.

Nódulos benignos não interferem em nada na gravidez ou na amamentação e não precisam ser operados. É preciso apenas acompanhar o desenvolvimento durante a gestação. Converse sempre com seu médico.

A reconstrução mamária imediata é realizada junto com a mastectomia. A principal vantagem nesse caso, além de evitar novas cirurgias, é que os tecidos da parede torácica não sofrerão danos pela radioterapia ou cicatrização. Já a reconstrução mamária tardia é indicada para pacientes que não tiveram a opção de realizá-la durante a cirurgia para tratamento do câncer ou estiverem tratando outros problemas de saúde. Converse sempre com seu médico.

Esse tipo de procedimento é realizado quando a paciente não tem quantidade de tecido suficiente para ser feita a reconstrução da mama. Geralmente o especialista faz a implantação da prótese no mesmo ato cirúrgico do tratamento do câncer. Mas também pode ser realizada para pacientes sem doença que desejam aumento de volume mamário.

Em geral, a cirurgia é indicada para pacientes que já fazem o uso de hormônios com objetivo de dar uma aparência masculina ou feminina – dependendo do caso.

O que falam do Dr. Guerino Barbalaco

Denise Salete Ferreira da Silva
Denise Salete Ferreira da Silva
2023-05-04
Trustindex verifica se a fonte original da avaliação é Google.
Dr Guerino é um médico muito profissional. Faz vários anos que faço acompanhamento com ele. Ele é muito dedicado, atencioso e educado, e explica o resultado dos exames de forma clara sem me deixar assustada.
Débora Ferraz
Débora Ferraz
2023-05-04
Trustindex verifica se a fonte original da avaliação é Google.
Passei pela primeira vez com o Dr. Guerino, já sou paciente de sua esposa, ele é atencioso e me deixou muito a vontade na consulta, me deu orientações importantes e me deixou tranquila.Tive uma ótima primeira impressão e indico!
Evelise Ribeiro
Evelise Ribeiro
2023-05-04
Trustindex verifica se a fonte original da avaliação é Google.
Médico maravilhoso!
Shirleide Marques
Shirleide Marques
2023-04-27
Trustindex verifica se a fonte original da avaliação é Google.
Boa tarde, atendimento nota dez, O Doutor Guerino excelente profissional, respeito pelo paciente ,educado, explicação e o tempo da consulta, muito bom.O meu muito obrigada.
Drielly Tarantini
Drielly Tarantini
2023-04-27
Trustindex verifica se a fonte original da avaliação é Google.
Sempre nota MIL. Para o Dr. Guerino, atendimento, clínica, organização... Passo com ele há anos e não troco por nenhum outro. As recepcionistas são extremamente atenciosas e educadas. Clínica impecável. Fácil acesso... E o Dr. Guerino com um conhecimento extraordinário... atencioso, pontual. A consulta é sempre muito descontraída. Obrigada por nos proporcionar essa experiência em todas as consultas.
Joelma Gomes
Joelma Gomes
2023-04-26
Trustindex verifica se a fonte original da avaliação é Google.
Uma experiência que eu esperava dos 3 especialistas que havia passado mais nenhum teve. Há quase 2 anos sem um diagnóstico certo só incerteza Até que encontrei o Dr Guerino que me explicou tudo sobre as imagens da minha mamografia que me examinou é que me deixou tranquila referente ao meu diagnóstico 🙏 Há 1 anos minhas taxas de hormônios deram muito baixas mais a ginecologista n entrou com hormônios devido ao nódulo que n tinha um diagnóstico certo Um médico de um olhar humano que me explicou tudo no mínimo detalhes tirando todas as minhas dúvidas. Só tenho a falar bem do atendimento da recepção até o atendimento médico GRATIDÃO primeiramente a Deus e segundo Dr Guerino 🙏🙏
Regiane Garcia
Regiane Garcia
2023-04-25
Trustindex verifica se a fonte original da avaliação é Google.
Há muitos anos me consulto com o Dr. Guerino. Sempre muito atencioso, respondendo todas as nossas dúvidas.
Celma Ribeiro
Celma Ribeiro
2023-04-25
Trustindex verifica se a fonte original da avaliação é Google.
O Dr. Guerino é maravilhoso, muito atencioso, competente, sempre alto astral, sempre nos tranquiliza, explica com detalhes os resultados dos exames , excelente... Super indico o mastologista dr. Guerino
Rosana Botelho
Rosana Botelho
2023-04-25
Trustindex verifica se a fonte original da avaliação é Google.
Excelente consulta! Dr. Guerino sempre muito atencioso . Excelente profissional.

Dr. Guerino na Mídia